Categorias
Software Empresarial

Como ter um CNPJ para sua loja virtual

Para todas as pessoas que desejam começar a montar um novo empreendimento regularmente, é preciso saber como tirar um CNPJ, pois ele faz parte das etapas de documentação básica e legal para montar uma empresa. Este pequeno número na verdade é o que vai fazer a empresa existir para o universo dos negócios e sem ele as opções ficam limitadas, ficando assim a empresa na ilegalidade e sujeita a fechamento a qualquer momento por insubordinação a lei e sonegação de impostos.

O que é um CNPJ?

Mas o que seria CNPJ? Não é incomum as pessoas não saberem o que é um CPNJ, visto que estas quatro letras na verdade são uma sigla e nem mesmo quem o tem sabe ao certo o seu poder e o que elas significam. O CPNJ é o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica e é, de forma grosseira, o CPF da empresa. Assim como todas as pessoas precisam de um número de CPF para existir, toda empresa precisa ter um CNPJ para ser considerada uma empresa real, devidamente registra e nos conformes da lei no Brasil.

Ter um CNPJ é importante porque é por ele que a Receita Federal arrecada impostos e também poderá punir as empresas que agem indevidamente no mercado. É desta forma também que a junta comercial e a prefeitura da cidade podem regulamentar e multar quem esteja infringindo legais e usando e má fé com a concorrência. E não ter CNPJ é contra a lei para uma empresa estar funcionando, sujeito a prisão e pagamento de multa.

Como Tirar O CNPJ Passo A Passo

Existem duas formas de tirar o CNPJ: sozinho ou com a ajuda de um contador, que é o profissional responsável e capacitado para ajudar no processo de abertura de firmas. Porém, ele não é crucial nesta etapa do processo e por isso pode ser dispensado e qualquer micro, pequeno, médio ou grande empresário pode sim abrir a sua empresa sozinho sabendo apenas as informações corretamente.

CNPJ para sua loja virtual

O primeiro passo é acessar do seu computador pessoal o site http://www.receita.fazenda.gov.br/, que é a página oficial na Internet da Receita Federal e da Fazenda. Caso não seja esse o endereço, não o faça porque é fraude e você pode estar entrando em uma enrascada. Ela é bem fácil de ser navegada e foi criada com o intuito de facilitar a vida dos empreendedores para que não tenham que se dirigir a cada pequeno problema até a sede da Receita da Fazenda em sua cidade por algo que podia ser feito em menos de 10 minutos pela Internet.

Já navegando no site, encontre o Item Download de Programas e faça o download de dois programas gratuitos, o CPNJ e o ReceitaNet.com, que é o mesmo software usado por contadores em seu ambiente de trabalho para navegar e resolver problemas de clientes. Com o programa já instalado em seu computador, abra o CPNJ e escolha a opção Cadastrar CPNJ. Preencha a Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica – FCPJ com todos os dados corretamente, sem deixar nenhum em branco por não saber. Uma das opções mais conflitantes e talvez mais problemáticas é quanto ao Quadro de Sócios ou Administradores – QSA, que para isso você terá que saber qual modelo de empresa estará abrindo, sem com sócios ou sem e quais os tipos de sócio. Porém, no próprio site da Receita há uma explicação básica de quais modelos são permitidos por lei no Brasil e desta forma é possível analisar qual se encaixa melhor para você.

Com tudo preenchido, envie o formulário por meio do programa ReceitaNet.com e este envio é alto explicativo, basta seguir o passo a passo indicado na tela do aplicativo e apertar sempre em Concluir ao final. Após enviar a ficha cadastral de sua empresa, será emitido um boleto de comprovação, um recibo que deve ser impresso e guardado, pois seu conteúdo é importante. Este será o seu comprovante que o processo já foi realizado e em seu conteúdo escrito há um número do seu processo, numeração a qual será usada para acompanhar como anda a sua firma até a liberação oficial do número do CNPJ.

Infelizmente nem tudo pode ser feito online e é preciso saber que os sócios existem realmente e a empresa de fato é real, para a sua segurança e da Receita Federal. Em alguns dias, em média 10 dias, é liberado para impressão por meio do site e seu número de recibo o Documento Básico de Entrada – DBE, que deve ser preenchido corretamente, assinado apenas por você ou por todos os sócios e enviado por Sedex ao endereço indicado no formulário.

Documento Básico de Entrada – DBE

O documento chamado de Documento Básico de Entrada – DBE deve ser enviado devidamente assinado e com registro de firma em cartório. Caso isso não seja feito, sua firma não será aceita e todo o processo foi em vão. Também serão pedidos para envio documentos de identidade e CPF dos sócios, que devem ser enviados com copia devidamente autenticados. No mesmo envelope deve estar ainda uma cópia do Contrato Social ou Declaração de Firma Individual, que pode ser feito sozinho também.

O ideal é que se guarde uma via deste documento assinado e se envie também uma cópia autenticada em cartório, mas enviando a original não deve haver qualquer problema. Porém, melhor prevenir, não é? É um gasto mínimo e extremamente necessário para futuros problemas que possam comprometer a abertura da firma, como a nunca entrega dos documentos por parte dos Correios, que é raro, mas acontece.

Como receber o seu CNPJ

O CNPJ nada mais é que um número que será entregue assim todos os documentos forem conferidos estiverem corretos. Após ser feita a conferência pelos agentes da Receita Federal e verifica a veracidade dos documentos enviados por Sedex, o número estará disponível online para consulta e pode ser visualizado por meio do site http://www.receita.fazenda.gov.br/, com acesso por seu número de serviço que foi emitido assim que a solicitação de um CNPJ foi enviada pelo programa ReceitaNet.com.