Categorias
Software Empresarial

Comprar video aulas para o Banco do Brasil 2015

O concurso do Banco do Brasil é um dos mais concorridos dos concursos para bancos. O motivo é simples: é o que paga mais. Os concurseiros já sabem a estabilidade envolvida em trabalhar para o banco público privado, carga horária reduzida de apenas cinco horas por dia e participação no lucro da empresa, rendendo uma grana extra após o salário. Como preparatório para este concurso temos algumas dicas legais de compra de video aulas a seguir.

video aula banco do brasil

Quais vídeo aulas para o Banco do Brasil comprar?

Antes de comprar, dê uma olhadinha em plataformas virtuais de compartilhamento de vídeos. Algumas boas almas compartilharam bastante coisa legal, como no site Mega.co.nz, Minha Teca.com, Torrent e no Youtube mesmo. Há professores também disponibilizando vídeos em suas páginas no Facebook e Youtube que podem ajudar a complementar os estudos. Quanto mais material melhor, não é mesmo pessoal? Para compra, temos algumas dicas legais, como:

Cers – Complexo Renato Saraiva – conhecido por vender video aulas para tribunais, também é uma dica de concurso superintensivo para o Banco do Brasil. Tem teoria e prática, bem direto e sem muita enrolação para o concurseiro sem muito tempo. Não tem muita resolução de questão, mas vale a pena se você quer apenas revisar. Não aprofunda muito no conteúdo, então será preciso outro curso para quem deseja estudar para outro banco em breve.

Casa do Concurseiro – é o curso virtual mais famoso para bancos. Tem vídeo aulas e apostilas em PDF. O material escrito pode ser conseguido no site gratuitamente, muda apenas as video aulas, excelentes e super completas. As aulas são vistas em ambiente virtual e tem sempre resolução de questão, com fórum de apoio para quem deseja tirar dúvidas com outros colegas virtuais ou professores. O curso também tem um excelente pré prova, conhecido porque é aberto a alunos e não alunos. Podem assistir online e revisar os assuntos.

Estratégia – é um dos cursos mais conhecidos porque é um dos mais completos. O ponto baixo do curso é oferecer algumas aulas apenas em PDF, enquanto os demais tem vídeos e apostilas completos. Vale a pena dar uma olhadinha porque o material em apostilas é citado como um dos melhores, super completo mesmo.

LFG – o curso do sul do país também é um dos mais queridos por sem intensivão, aulas curtas, com exercícios e teoria. Acompanha o pdf. O custo é um dos mais altos, mas a equipe dá suporte para tirar dúvidas por e-mail e também grava revisão sempre que possível.

Alfacon – há quem fale mal do Alfa por não aprofundar os conteúdos, mas é um dos mais queridos para concursos bancários também. Tem uma ótima equipe de conteúdo e revisão e gabaritos após a prova. Também tem aulões gratuitos, basta se inscrever pelo site e acompanhar as revisões. O custo é um dos mais em conta se comparado aos citados acima e com promoção para quem paga a vista.

Categorias
Compras em Lojas OnLine Fazer Compras na Internet Software Empresarial

Dicas para comprar câmera fotográfica Canon

Canon ou Nikon é um dos grandes debates entre fotógrafos e não fotógrafos. A nossa resposta será sempre a mesma: depende. O uso é o mesmo, a concorrência é tão acirrada que elas fazem praticamente a mesma coisa e tem o mesmo o uso. Até o design é parecido, com preços semelhantes para acessórios. Fica mesmo a vantagem de sua preferência diante de ambas. Para comprar online, as duas grandes marcas estão com amplas ofertas no mercado, e para isso temos boas dicas.

comprar online canon

Nova é a preferência – se você não pode pagar caro por uma câmera digital, comprar usada pode ser uma boa, mas depende do equipamento sempre. O disparador da câmera tem vida útil e é bem cara a troca. Existe uma quantidade de cliques que tal equipamento pode fazer, que pode ser de mais de um milhão ou poucos mil e logo depois a cortina de disparo fica com defeito e não funciona bem. Por isso a vida útil dela pode estar curta se você comprou usado. Equipamentos frágeis como esse podem não ser legais usados se você não consegue o antigo dono.

Alguns vícios de uso como o suor nas mãos, uso constante sem proteção também deixam a sua câmera fotográfica aparentemente linda e nova, mas por dentro precisando de troca ou bom uso. O melhor ainda é comprar o produto novo, na loja, com garantia, pois cada conserto ou limpeza não sai por menos de R$ 100.

Prefira os modelos mais recentes – câmeras antigas depois precisam de manutenção e custa caro, bem caro, quando elas são velhas. Quanto mais nova a sua câmera mais oferta no mercado. Essa é a dica. Fique com os modelos mais recentes se puder escolher, que as vezes nem variam tanto de preço assim em comparação aos concorrentes.

Câmera que filma? Depende – a maior parte dos fãs da Canon sabe que um episódio de House foi gravado interior com uma IOS da linha. Tais modelos, super full HD, custam acima de R$ 5 mil. Mas só para você saber, as menores e compactas também filmam do mesmo jeito. Não é preciso gastar tanto em um modelo tão potente se você não vai filmar uma série de TV. Logo, fique com os menores, menos potentes, mas muito mais indicados para quem deseja um uso doméstico. Investimento acima de R$ 3 mil em equipamento de fotografia apenas se for para uso profissional.

Busque sites conhecidos – uma boa dica é procurar revistas de fotografia e seus anunciantes. São mais seguros mesmo não sendo conhecidos por você por estar começando agora no meio. Quanto mais referências seguras tiver do site, melhor para as suas compras. Sites específicos para os fotógrafos existem aos montes, uma lista realmente grande, e foge dos entusiastas, por isso possuem preços mais em conta.

Categorias
Software Empresarial

Como ter um CNPJ para sua loja virtual

Para todas as pessoas que desejam começar a montar um novo empreendimento regularmente, é preciso saber como tirar um CNPJ, pois ele faz parte das etapas de documentação básica e legal para montar uma empresa. Este pequeno número na verdade é o que vai fazer a empresa existir para o universo dos negócios e sem ele as opções ficam limitadas, ficando assim a empresa na ilegalidade e sujeita a fechamento a qualquer momento por insubordinação a lei e sonegação de impostos.

O que é um CNPJ?

Mas o que seria CNPJ? Não é incomum as pessoas não saberem o que é um CPNJ, visto que estas quatro letras na verdade são uma sigla e nem mesmo quem o tem sabe ao certo o seu poder e o que elas significam. O CPNJ é o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica e é, de forma grosseira, o CPF da empresa. Assim como todas as pessoas precisam de um número de CPF para existir, toda empresa precisa ter um CNPJ para ser considerada uma empresa real, devidamente registra e nos conformes da lei no Brasil.

Ter um CNPJ é importante porque é por ele que a Receita Federal arrecada impostos e também poderá punir as empresas que agem indevidamente no mercado. É desta forma também que a junta comercial e a prefeitura da cidade podem regulamentar e multar quem esteja infringindo legais e usando e má fé com a concorrência. E não ter CNPJ é contra a lei para uma empresa estar funcionando, sujeito a prisão e pagamento de multa.

Como Tirar O CNPJ Passo A Passo

Existem duas formas de tirar o CNPJ: sozinho ou com a ajuda de um contador, que é o profissional responsável e capacitado para ajudar no processo de abertura de firmas. Porém, ele não é crucial nesta etapa do processo e por isso pode ser dispensado e qualquer micro, pequeno, médio ou grande empresário pode sim abrir a sua empresa sozinho sabendo apenas as informações corretamente.

CNPJ para sua loja virtual

O primeiro passo é acessar do seu computador pessoal o site http://www.receita.fazenda.gov.br/, que é a página oficial na Internet da Receita Federal e da Fazenda. Caso não seja esse o endereço, não o faça porque é fraude e você pode estar entrando em uma enrascada. Ela é bem fácil de ser navegada e foi criada com o intuito de facilitar a vida dos empreendedores para que não tenham que se dirigir a cada pequeno problema até a sede da Receita da Fazenda em sua cidade por algo que podia ser feito em menos de 10 minutos pela Internet.

Já navegando no site, encontre o Item Download de Programas e faça o download de dois programas gratuitos, o CPNJ e o ReceitaNet.com, que é o mesmo software usado por contadores em seu ambiente de trabalho para navegar e resolver problemas de clientes. Com o programa já instalado em seu computador, abra o CPNJ e escolha a opção Cadastrar CPNJ. Preencha a Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica – FCPJ com todos os dados corretamente, sem deixar nenhum em branco por não saber. Uma das opções mais conflitantes e talvez mais problemáticas é quanto ao Quadro de Sócios ou Administradores – QSA, que para isso você terá que saber qual modelo de empresa estará abrindo, sem com sócios ou sem e quais os tipos de sócio. Porém, no próprio site da Receita há uma explicação básica de quais modelos são permitidos por lei no Brasil e desta forma é possível analisar qual se encaixa melhor para você.

Com tudo preenchido, envie o formulário por meio do programa ReceitaNet.com e este envio é alto explicativo, basta seguir o passo a passo indicado na tela do aplicativo e apertar sempre em Concluir ao final. Após enviar a ficha cadastral de sua empresa, será emitido um boleto de comprovação, um recibo que deve ser impresso e guardado, pois seu conteúdo é importante. Este será o seu comprovante que o processo já foi realizado e em seu conteúdo escrito há um número do seu processo, numeração a qual será usada para acompanhar como anda a sua firma até a liberação oficial do número do CNPJ.

Infelizmente nem tudo pode ser feito online e é preciso saber que os sócios existem realmente e a empresa de fato é real, para a sua segurança e da Receita Federal. Em alguns dias, em média 10 dias, é liberado para impressão por meio do site e seu número de recibo o Documento Básico de Entrada – DBE, que deve ser preenchido corretamente, assinado apenas por você ou por todos os sócios e enviado por Sedex ao endereço indicado no formulário.

Documento Básico de Entrada – DBE

O documento chamado de Documento Básico de Entrada – DBE deve ser enviado devidamente assinado e com registro de firma em cartório. Caso isso não seja feito, sua firma não será aceita e todo o processo foi em vão. Também serão pedidos para envio documentos de identidade e CPF dos sócios, que devem ser enviados com copia devidamente autenticados. No mesmo envelope deve estar ainda uma cópia do Contrato Social ou Declaração de Firma Individual, que pode ser feito sozinho também.

O ideal é que se guarde uma via deste documento assinado e se envie também uma cópia autenticada em cartório, mas enviando a original não deve haver qualquer problema. Porém, melhor prevenir, não é? É um gasto mínimo e extremamente necessário para futuros problemas que possam comprometer a abertura da firma, como a nunca entrega dos documentos por parte dos Correios, que é raro, mas acontece.

Como receber o seu CNPJ

O CNPJ nada mais é que um número que será entregue assim todos os documentos forem conferidos estiverem corretos. Após ser feita a conferência pelos agentes da Receita Federal e verifica a veracidade dos documentos enviados por Sedex, o número estará disponível online para consulta e pode ser visualizado por meio do site http://www.receita.fazenda.gov.br/, com acesso por seu número de serviço que foi emitido assim que a solicitação de um CNPJ foi enviada pelo programa ReceitaNet.com.

Categorias
Software Empresarial

O que você precisa saber para montar uma loja virtual

Montar uma loja virtual e ganhar com a Internet é um sonho de diversos empreendedores. O meio de comunicação tem alcance ilimitável e aumenta o número de clientes em proporções assustadoras. Mas não é tão simples. Se a proposta é criar uma loja virtual, alguns cuidados e alguns passos precisam ser feitos para garantir o sucesso na venda e prevenir futuros problemas. A seguir, tudo o que você precisa saber para montar uma loja virtual de sucesso.

comprar e vender online

Você vai precisar de um web designer e um programador

Existem duas formas de criar uma loja virtual. Uma delas é usar um site pronto, e a outra é criar um. Criar um site é bacana porque você pode mudar o visual, criar a sua identidade na web e com isso ganhar alguns clientes a mais, interessados em um bom site também. Já ouviu falar que imagem é tudo? Pois é. Imagem é tudo e muito mais, por isso é preciso investir em uma boa qualidade de visual, ao que chamamos de layout da página.

O web designer é o profissional que irá criar o layout do site. Já o programador é o que vai fazer tudo funcionar, criando os scripts, carrinho de comprar, atrelando o uso de cartão de crédito e espaço para cadastramento de novos produtos. Os dois não precisam trabalhar juntos, mas devem estar em comunicação para poder criar um site bacana. 

Você vai precisar de um sistema de compras e uma conta bancária

O sistema de compras é a forma como o cliente vai pagar o produto. Seu site pode ter um sistema bancário próprio atrelado a um banco ou instituição financeira diversificada, como uma operadora de cartão de crédito ou trabalhar apenas como depósito bancário. Das duas formas, será preciso ter uma conta bancária para receber o dinheiro após a compensação. 

Há ainda a forma de atrelar a sistemas de pagamento online, como o Pag Seguro e Pagamento Virtual, ambos conhecidos pela sua eficiência e por serem prontos. O programador irá anexar o sistema depois de uma associação ser feita. É simples de usar e com o tempo, é só ir solicitando o depósito para a conta bancária e sacar o dinheiro pelo sistema bancário

Cuidado com o que vende: escolha do produto

Para ter sucesso nas vendas online, é preciso analisar três pontos: quais produtos vender e por quanto vender. No começo, é interessante abaixar um pouco a margem de lucro (mas não a deixar em 0) para poder atrair clientes. Com algumas entregas feitas e lucro baixo, vai-se conquistando a clientela para apenas depois aumentar o valor por item. Não adianta cobrar caro, pois será mais vantajoso para o cliente optar por uma loja segura. 

Divulgação é importante

Crie algo que faça os clientes chegarem até você, como uma newsletter semanal com suas promoções, uma página em redes sociais e divulgação em sites parceiros. Procure por parceiros. Uma das formas de fazer isso é troca de banners: eu divulgo o da sua loja na minha e você divulga o meu na sua. O importante é ser visto.

Tire boas imagens dos produtos

Você vai precisar de fotos. Se tiver os produtos em mãos, melhor ainda tirar fotos você mesmo para passar veracidade, e não itens da Internet. É importante também ter mais de uma imagem por item e uma descrição completa de cada produto, para não confundir ninguém na hora de comprar. Quanto mais específico o vendedor for, mais ajudará ao cliente a comprar e gostar da sua loja virtual.

Crie um espaço Fale Conosco

O cliente deve poder se comunicar com o dono da loja, e criar um espaço como esse não dá tanto trabalho assim ao programador.

Categorias
Software Empresarial

Comprar na internet com cartão de débito

A partir do mês fevereiro de 2010, a MasterCard ‘’invadiu’’ Portugal, e os clientes bancários portugueses começaram a utilizar cartões Maestro com o objetivo de adquirir qualquer tipo de produtos ou serviços em determinadas transações online, utilizando desta vez o cartão de débito. Desta forma, este tipo de movimentos monetários podem ser feitos na internet através da simples utilização de um comum e normal cartão de débito.

Categorias
Software Empresarial

Aplicações de software freemium para empresas

As ferramentas de negócio que tendem a ser favorecidas por grandes empresas incluem CRM, para gravar as informações do cliente e descobrir as tendências em hábitos de compra e automação da força de vendas, o que é útil para a organização e gestão de equipas de vendas.

As empresas também podem optar por usar o software de recursos humanos, inteligência de negócios e ferramentas de dashboard, sistemas de gerenciamento de banco de dados e recursos de planeamento e ferramentas de gerenciamento da cadeia de suprimentos.

Softwares freemium, para empresas.

Software gratuito para pequenas empresas é ótimo para começar. O software gratuito fornece as ferramentas necessárias para as empresas fazerem o seu trabalho e serem produtivas, sem custos adicionais. No entanto, um bom software não é barato e custa dinheiro. Então, como pode equilibrar as suas considerações comerciais com as restrições orçamentais?

Softwares freemium

Entre no modelo freemium.

Este modelo está-se a tornar o método preferido para a distribuição de software comercial e de varejo.
O modelo freemium é uma combinação de gratuito e pago. Isto significa que existem duas versões do software disponíveis para os usuários: uma versão básica gratuita (que pode ser uma versão de teste), e uma versão premium completa e personalizada.

Benefícios do software freemium

  • Software gratuito: A versão básica do software é geralmente gratuita e permite cortar nos custos. Você pode implementar o software sem se preocupar com os custos.
  • Fácil escalabilidade: Depois de implementar o software básico, o modelo freemium permite dimensionar o seu negócio conforme a sua demanda. Isso significa que você pode dimensionar o uso do software conforme as receitas aumentarem ou diminuírem. Com o aumento das receitas, você pode adicionar complexidade à sua solução e / ou aumentar o número de usuários.
  • Teste Beta: Freemium software permite que você teste beta antes de se comprometer com uma decisão de compra. Isto significa que, se as versões básicas de software fazem o trabalho que a sua empresa precisa, você não precisa de investir em versões premium.

8 softwares gratuitos que podem ser de utilidade para empresas de pequeno porte

Zoho CRM

Zoho CRM simplificou o seu software, caro e complexo, agora oferece três versões básicas dos seus softwares. Você pode usar a versão gratuita para acompanhar as vendas diárias e realizar a personalização básica. A edição profissional é destinada a organizações em crescimento e é um pouco melhor que a versão gratuita, para as atividades de vendas e armazenamento de dados.

Desk.com

Assistly é um sistema de apoio baseado em software que é baseado em cloud. Ajuda a controlar e a gerenciar o apoio ao cliente através de múltiplos canais. Você pode baixar uma versão gratuita do software por um período de tempo limitado, a partir do site da desk.com. Você também pode atualizar depois de experimentar o software.

Mavenlink

Em termos práticos, o Mavenlink é um software de colaboração de projeto que permite compartilhar documentos e arquivos com o outro. Está disponível em: gratuito, perito, guru e Maven. Cada um representa um grau crescente de funcionalidade do usuário.

AtTask

Este é um software de gerenciamento de tarefas. Têm quatro tipos básicos de licença – requerente, membro da equipe, View-Only e usuário completo. Pode adquirir uma versão de avaliação gratuita.

Insightly

Insightly fornece software de relacionamento com o cliente e de gerenciamento de projetos para pequenas empresas em todo o mundo. Insightly é baseado em cloud para gerenciar transações de clientes, interações, propostas, oportunidades e projetos a partir de qualquer dispositivo, a qualquer momento.

TribeHR

TribeHR integra vários aspetos da gestão de Recursos Humanos: desde rastreamento de candidatos ao desempenho e gestão de competências. A Ideia é ajudar qualquer pequena empresa a economizar tempo e esforço, certificando-se de que todas as funções de RH estão disponíveis num só lugar. Pode adquirir uma versão gratuita para o ajudar a começar.

Freshdesk

Freshdesk reúne todas as suas conversas com os clientes, seja por e-mail, telefone, internet chat ou até mesmo conversas em canais sociais como Facebook e Twitter numa ferramenta de help desk.

Xero

Xero é um software on-line baseado na contabilidade que permite gerenciar e controlar as suas contas a partir de qualquer lugar. É o “software de contabilidade” mais fácil do mundo e disponibiliza uma versão gratuita.